Peste Suína Africana AveSui Inside Cooperativas Agroindústrias Bem - Estar Animal América Latina Comentário Suíno Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Genética Geral Insumos Manejo Meio Ambiente Mercado Externo Mercado Interno Nutrição Piscicultura Pesquisa e Desenvolvimento Processamento de Carne Sanidade Sustentabilidade Saúde Animal Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Mercado mundial

Preços dos alimentos subiram 28% no mundo

Na média anual, porém, eles subiram 28,1% em relação a 2020

Redação com informações de Valor Econômico
12-Jan-2022 09:00 - Atualizado em 13/01/2022 14:56

Os preços dos alimentos no mundo caíram 0,9% em dezembro, segundo o índice da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO). Na média anual, porém, eles subiram 28,1% em relação a 2020.

O indicador teve média de 133,7 pontos em dezembro, ou 1,2 ponto a menos que em novembro, mas 23,1% (25,1 pontos) acima de dezembro de 2020. Apenas o subíndice de lácteos subiu em dezembro. Óleos vegetais e açúcar tiveram as maiores quedas.

Em 2021 como um todo, o índice teve média de 125,7 pontos, 27,6 pontos acima do ano anterior. “Enquanto se espera que os preços elevados aumentem a produção, o alto custo dos insumos, a pandemia e as condições climáticas cada vez mais incertas deixam pouco espaço para otimismo sobre um retorno a preços mais estáveis”, disse o economista sênior da FAO, Abdolreza Abbassian, em nota.

Com a melhora da oferta de trigo no hemisfério sul, o subíndice de cereais da FAO caiu 0,6% em dezembro em relação ao mês anterior.

Isso mais do que compensou os preços mais altos do milho, sustentados pela forte demanda e pelas preocupações com a persistência da seca no Brasil. Para o ano inteiro, no entanto, o índice de cereais atingiu seu nível anual mais alto desde 2012. No ano passado, o milho subiu 44,1% e o trigo, 31,3%, enquanto o arroz recuou 4%.

Assuntos do Momento

Colheita de soja na Argentina alcança 64,9% da área apta; de milho atinge 25,8%
13 de Maio de 2022
América Latina

Colheita de soja na Argentina alcança 64,9% da área apta; de milho atinge 25,8%

O rendimento médio nacional está em 3.010 quilos por hectare, e a estimativa de produção foi mantida em 42 milhões de toneladas. 

Com a chegada da frente fria, valor do milho sobe e deixa produtores em alerta no Brasil
16 de Maio de 2022
Insumos

Com a chegada da frente fria, valor do milho sobe e deixa produtores em alerta no Brasil

Os valores do milho voltaram a subir na semana passada, interrompendo, portanto, o movimento de queda diária consecutiva que vinha sendo verificado desde o encerramento de abril

Estimativa da Anec para exportação de soja em maio aumenta para 11,4 mi de toneladas e de milho para 1,2 mi de toneladas
18 de Maio de 2022
Insumos

Estimativa da Anec para exportação de soja em maio aumenta para 11,4 mi de toneladas e de milho para 1,2 mi de toneladas

A previsão é de que sejam enviados 11,483 milhões de toneladas de soja em grãos, ante as 10,615 milhões de toneladas projetadas na semana passada. 

Exportação da soja paraense cresce 124%; alimentação de suínos na China é principal destino
17 de Maio de 2022
Exportações

Exportação da soja paraense cresce 124%; alimentação de suínos na China é principal destino

Percentual de crescimento é um comparativo do período de janeiro abril de 2022 ao mesmo quadrimestre do ano passado

Valorização do dólar aumenta preço da soja no Brasil
16 de Maio de 2022
Insumos

Valorização do dólar aumenta preço da soja no Brasil

Segundo pesquisadores do Cepea, a valorização do dólar frente ao Real atraiu importadores para o Brasil, resultando em aumentos no prêmio de exportação e nos preços domésticos da soja

BRF lança projeto piloto para reaproveitamento de resíduos em filiais de grãos
12 de Maio de 2022
ESG

BRF lança projeto piloto para reaproveitamento de resíduos em filiais de grãos

Iniciativa está em sintonia com a agenda ESG da Companhia e com seu compromisso de gestão sustentável da cadeia

Mais assuntos do momento
Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade