AveSui EuroTier South America Full
20-Mai-2019 09:54
Índice

Preços recebidos pela agropecuária paulista recuam em abril

Carne de frango, por outro lado, tive variação positiva

Rompendo com a escalada de altas verificada desde fevereiro, o Índice de Preços Recebidos pela Agropecuária Paulista (IqPR)1, 2 registrou pequena queda de 0,14% em abril na comparação com o mês anterior. Separado por grupos de produtos, enquanto o IqPR-V (grupo de produtos de origem vegetal) contribuiu com esse descendo ao se desvalorizar 3,31%, o IqPR-A (produtos de origem animal) se manteve subindo de forma mais intensa ao atingir variação positiva de 4,01%.

Menos da metade dos produtos que compõem o IqPR apresentou alta no mês de abril/2019 em relação a março/2019. Destacaram-se nesse intervalo tomate para mesa (13,88%) e carne de frango (9,16%). Cabe evidenciar que nesse período os cinco produtos de origem animal que constituem o índice tiveram seus valores reajustados.

No que se refere à carne de frango, mesmo com a estabilização dos fluxos dos embarques das exportações do produto, o disponível para o mercado interno se apresentou aquém do necessário para manutenção dos preços, que cresceram mais de 25% desde o final de janeiro. Numa realidade na qual os principais insumos conformadores dos custos de produção da atividade tiveram pequenas variações no último trimestre (milho e sojacom alterações respectivas de 2,15% e 2,10%), análises preliminares indicam melhoras sucessivas na rentabilidade do setor. Possíveis reajustes nas exportações com a expansão das compras direcionadas pelo mercado indiano interferirão mais ainda no peso da correlação oferta e procura para a definição dos preços ao mercado interno.

Dos 19 produtos acompanhados, 11 apresentaram quedas de preços no período. Destacaram-se nesse intervalo feijão (-29,51%) e batata (-22,03%).

Acumulado do ano

No período de maio/2018 a abril/2019, tanto o IqPR quanto o IqPR-V apresentaram suas maiores altas no mês de fevereiro de 2019. Para o IqPR-A, o maior aumento (de 10,21%) ocorreu no mês de junho/2018 (impulsionado pelas altas de carne de frango, ovos e carne suína)4, e a maior baixa (de -2,66%) ocorreu no mês de janeiro/2019). O IqPR apresentou variações positivas em nove meses: de maio/2018 a junho/2018, de agosto/2018 a dezembro/2018 e de fevereiro/2019 a março/2019. A variação negativa ocorreu em três meses: julho/2018, janeiro/2019 e abril/19.

Ao comparar os preços de abril/2019 em relação a abril/2018, observa-se que somente quatro produtos apresentaram variação negativa: café (-11,41%), soja (-10,74%), algodão (-2,51%) e cana-de-açúcar (-1,10%). Acima da variação do indicador que analisa o aumento dos custos dos insumos e fatores de produção agropecuários no Estado de São Paulo – denominado Índice de Preços Pagos (IPP/IEA), que apresentou um acumulado de reajuste de 9,50% nos últimos 12 meses -, acomodaram-se as seguintes culturas: batata (245,78%), feijão (98,91%), tomate para mesa (90,83%), carne de frango (60,57%), carne suína (40,88%), banana nanica (39,29%), laranja para mesa (24,68%), amendoim (17,92%), laranja para indústria (15,58%),

Redação AI/SI
Deixe seu Recado