Guia Gessulli
Peste Suína Africana AveSui Inside Cooperativas Agroindústrias Bem - Estar Animal América Latina Comentário Suíno Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Genética Geral Insumos Manejo Meio Ambiente Mercado Externo Mercado Interno Nutrição Piscicultura Pesquisa e Desenvolvimento Processamento de Carne Sanidade Sustentabilidade Saúde Animal Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
COP26

Presidente do BB afirma que é preciso encontrar mecanismos para financiar preservação e incentivar agricultores

Na COP26, Fausto Ribeiro afirmou que há um "custo para deixar a mata intacta", mas que isso "não significa que o Brasil quer desmatar"

Redação com informações de Valor Econômico
11-Nov-2021 08:42

O presidente do Banco do Brasil, Fausto Ribeiro, afirmou nesta quarta-feira, na COP26, que é preciso encontrar mecanismos no mercado brasileiro e internacional para compensar a ausência de produtividade nas áreas de vegetação nativa preservadas pelos produtores rurais nas propriedades privadas.

"Dado seu protagonismo no agronegócio, o Banco do Brasil pode capitanear [o trabalho para] encontrar soluções, seja de crédito de carbono [ou] taxa de juros verdes, para equalizar a questão e trazer melhores condições para que nossos agricultores possam ser incentivados a preservar essas áreas", afirmou durante painel no estande do Brasil em Glasgow, na Escócia.

Fausto Ribeiro disse que a agricultura brasileira cresce de forma "estruturada, equilibrada e controlada" e que o produtor tem papel de protagonista no processo de preservação ambiental. "O Brasil é o único país que criou uma espécie de reserva nacional dentro da propriedade privada porque o produtor não pode explorar as zonas de áreas de preservação permanente e reserva legal", acrescentou. O BB é o principal financiador do agronegócio nacional, com 54% de participação no mercado.

Segundo dados que Ribeiro apresentou na COP26, 33% do território brasileiro são áreas protegidas pelos produtores nas propriedades rurais, em cumprimento ao Código Florestal. O presidente do BB destacou que há um "custo para deixar a mata intacta", mas que isso "não significa que o Brasil quer desmatar".

Segundo ele, o custo dos produtores para preservar 2,8 milhões de km², de acordo com os registros do Cadastro Ambiental Rural (CAR), é de US$ 2,8 bilhões por ano "para cercar e vigiar" as áreas. "Esses 33% do nosso território, que poderiam produzir e gerar emprego e renda, não estão sendo utilizados. E isso traz custo de manutenção uma vez que agricultores são autuados se houver roubo, extração ilegal de madeira, invasão de animais, incêndios", pontuou. "Esse ativo poderia estar gerando outros US$ 551,6 bilhões ao PIB do país".

O executivo salientou que, além de avaliar a documentação exigida pela lei, o banco segue um processo rigoroso de verificação e cruzamento de dados para a concessão de crédito agrícola. "Tomamos cuidado para evitar que estejamos fazendo financiamento em área não apropriada", diz.

Assuntos do Momento

Aurora Alimentos é eleita a campeã do prêmio "Melhores do Agronegócio"
01 de Dezembro de 2021
Reconhecimento

Aurora Alimentos é eleita a campeã do prêmio "Melhores do Agronegócio"

Avaliados pela Serasa Experian, resultados que levaram à escolha da cooperativa catarinense levaram em conta dados financeiros e ações de responsabilidade socioambiental

Grupo de investimentos avalia riscos em empresas de carnes
01 de Dezembro de 2021
Agroindústrias

Grupo de investimentos avalia riscos em empresas de carnes

FAIRR Initiative identificou melhora generalizada em companhias de todo o mundo, mas uso de água e gestão de resíduos ainda estão longe do ideal

Sanepar e Frísia ampliam parceria na conservação de mananciais do programa Fundo Azul
26 de Novembro de 2021
Política Pública

Sanepar e Frísia ampliam parceria na conservação de mananciais do programa Fundo Azul

Programa Fundo Azul da Sanepar, em conjunto com a Frísia, já adequou a destinação de cerca de 42 mil litros de dejetos por dia em propriedades rurais

De olho nos investimentos em galpões para aves e suínos no oeste do PR e Tríplice Fronteira, Lages Patagonia confirma participação na AveSui
29 de Novembro de 2021
AveSui 2022

De olho nos investimentos em galpões para aves e suínos no oeste do PR e Tríplice Fronteira, Lages Patagonia confirma participação na AveSui

A empresa do segmento de estruturas pré-fabricadas para construção civil tem executado obras na Argentina, Paraguai e oeste paranaense

Contrabandistas transportam milhões de dólares de carne não regulamentada para a China todos os anos e o governo parece não conseguir impedi-los
30 de Novembro de 2021
Ilegal

Contrabandistas transportam milhões de dólares de carne não regulamentada para a China todos os anos e o governo parece não conseguir impedi-los

Milhares de quilos de carne são contrabandeados por meio de barcos de alta velocidade

Governo de SC anuncia R$ 27,7 milhões em investimentos para Videira e região
29 de Novembro de 2021
Investimento

Governo de SC anuncia R$ 27,7 milhões em investimentos para Videira e região

Os recursos serão aplicados em agricultura, educação, educação especial, além de transferências diretas às cidades

Mais assuntos do momento
Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade