Rainha da Paz
Peste Suína Africana AveSui Inside Cooperativas Agroindústrias Bem - Estar Animal América Latina Comentário Suíno Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Genética Geral Insumos Manejo Meio Ambiente Mercado Externo Mercado Interno Nutrição Piscicultura Pesquisa e Desenvolvimento Processamento de Carne Sanidade Sustentabilidade Saúde Animal Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Mercado

Produtores enfrentam uma época de grandes desafios para o milho

Atualmente o milho é o principal grão produzido em Santa Catarina. Seu uso e suas qualidades destacam o cereal na economia do estado

Redação com informação de Money Times
26-Abr-2021 09:15

O milho, é uma espécie originária da América Central, e no Brasil, é um dos destaques de produção. No país, o grão apresenta duas principais safras, a de verão e a safrinha (ou segunda safra), a última ainda em campo nas lavouras neste período de outono.

Atualmente, os produtores enfrentam uma época de grandes desafios para o milho. Condições climáticas adversas, como o atraso no plantio e o excesso de chuva na colheita da soja, atrapalharam a janela de plantio dos agricultores de milho safrinha.

O resultado é que muitos plantaram em condições inadequadas de semeadura, enquanto outra grande parte adiou o plantio para o mês de março, mesmo com a incerteza se as chuvas iriam se estender, colocando em risco a produtividade.

De acordo com levantamento do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o terceiro prognóstico de milho em grão para 2021 (101,7 milhões de toneladas) estima um declínio de 1,5% em relação à safra 2020 (1,6 milhão de toneladas a menos).

Para os agrônomos Fabrício Amaral e Harley Sales tal cenário somado à alta demanda do milho no mercado externo, elevaram o preço do grãos com a possibilidade de subir ainda mais se for realmente confirmada uma quebra na safrinha.

“Se por um lado, essa valorização é boa para o produtor rural, que pode ter uma compensação financeira mesmo com uma produção possivelmente menor, a baixa oferta é bastante prejudicial para toda a cadeia agrícola nacional, que depende do grão para abastecer diversas frentes, com destaque para a ração animal, em atividades como a suinocultura e a avicultura”, avalia os especialistas em um estudo sobre a cultura.

Cotação

A cotação do milho no Brasil alcançou valores superiores a R$ 100,00 a saca. Com este cenário, que comemoramos o dia internacional do milho neste 24 de abril.

Mas para alguns exaltar o grão numa época em que está altamente valorizado no mercado não seria necessário.

Para Haroldo Tavares Elias, analista de socioeconomia da Epagri/Cepa o momento para alguns não é de comemoração. “Em um momento de escassez para os consumidores e, sobretudo, para os suinocultores, avicultores, produtores de leite e todo complexo agroindustrial de produção de proteína animal no Brasil o cenário pode soar até como provocação”.

O analista avalia também o cenário do grão em Santa Catarina, estado onde o valor econômico do cereal para a agropecuária catarinense é significativo, sendo 7,3% da produção agropecuária total, representando um valor próximo de R$ 3 bilhões.

“A demanda necessária para suprir as fábricas de rações e todo complexo agroindustrial catarinense ultrapassou a 7 milhões de toneladas em 2020. Em 2021, em função da quebra da safra catarinense, será necessário a aquisição de mais de 5 milhões de toneladas, vindas de outros estados e do exterior”, avalia Haroldo.

Santa Catarina

O ultimo censo agropecuário do IBGE levantou o número de 81 mil produtores de milho em Santa Catarina, o que denota, além da importância econômica, a questão social da atividade.

Soma os milhares de produtores das unidades descentralizadas do sistema de integração, que é a base da cadeia produtiva do complexo agroindustrial catarinense de proteína animal.

“Além do valor monetário apontado, grande número de produtores utilizam o cereal para autoconsumo, com uma enorme diversidade de variedades especiais, como os cultivares tradicionais, a pipoca, o milho verde e a canjica”, comenta o analista da Epagri/Cepa.

Também é importante destacar os subprodutos, desde o etanol, que já consome mais de 6 milhões de toneladas no Brasil, até o amido, a farinha para a broa, o curau brasileiro e a polenta italiana.

Por tudo isto, o milho deve ser valorizado para muito além do mercado de commodities, lembrando inclusive a sua importância para a alimentação direta.

Assuntos do Momento

11 de Maio de 2021
Mercado

Produção de suínos na China deve crescer 19% em 2021

Segundo Ministério da Agricultura e Assuntos Rurais da China (MARA), a expansão agressiva da capacidade de fazendas de grande escala em 2020 gerou um aumento estimado no abate de suínos para a China

Novos recursos na economia beneficiam o consumo de suínos
10 de Maio de 2021
Economia

Novos recursos na economia beneficiam o consumo de suínos

No momento, restam ainda mais de R$ 9 bilhões em recursos para serem contratados no Plano Safra 2020/2021

Análise de Mercado - Frango em alta e preço do suíno cai em três estados
10 de Maio de 2021
Mercado

Análise de Mercado - Frango em alta e preço do suíno cai em três estados

Entre os dias 03 e 07 de maio, o preço do frango vivo eleva sua cotação, com exceção de MG que mantém o valor estável. Suíno vivo teve queda de 1,11% em SC, 2,54% no PR e 2,12% no RS

Disponible en español Disponible en español
Na Colômbia carne de porco começa a faltar nos lares
11 de Maio de 2021
América Latina

Na Colômbia carne de porco começa a faltar nos lares

A produção diária na Colômbia é de 1.300 toneladas de carne suína e devido aos efeitos da greve nacional, 720 toneladas / dia deixaram de ser produzidas e comercializadas

Preços do suíno vivo e da carne se enfraquecem, aponta Cepea
13 de Maio de 2021
Mercado

Preços do suíno vivo e da carne se enfraquecem, aponta Cepea

Segundo estudos, a venda de carne no mercado doméstico está enfraquecida

Disponible en español Disponible en español
Greve Nacional na Colômbia com risco de desnutrição em fazendas de suínos
13 de Maio de 2021
Sanidade

Greve Nacional na Colômbia com risco de desnutrição em fazendas de suínos

O presidente da PorkColombia afirmou que em algumas fazendas do país estão contando as horas para iniciar o abate em massa porque não há comida para os porcos

Mais assuntos do momento
Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade