Peste Suína Africana AveSui Inside Cooperativas Agroindústrias Bem - Estar Animal América Latina Comentário Suíno Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Genética Geral Insumos Manejo Meio Ambiente Mercado Externo Mercado Interno Nutrição Piscicultura Pesquisa e Desenvolvimento Processamento de Carne Sanidade Sustentabilidade Saúde Animal Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Infraestrutura

Propostas de renovação da Malha Ferroviária Sul e da Nova Ferroeste são detalhadas para as cooperativas do PR

O Sistema Ocepar promoveu um Fórum com o propósito de debater a proposta da empresa Rumo Logística em um evento virtual com 35 participantes

Redação, com informações Ocepar
02-Jun-2022 09:05

Responsáveis pelo recebimento de mais de 60% da safra de grãos no Estado, as cooperativas agropecuárias paranaenses necessitam de uma infraestrutura adequada para o escoamento da produção dos cooperados. E, diante das grandes mudanças previstas para ocorrer no modal ferroviário, que devem impactar nos negócios do setor, o Sistema Ocepar promoveu um Fórum, na tarde desta terça-feira (31/05), com o propósito de debater a proposta da empresa Rumo Logística para a renovação da Malha Ferroviária Sul e o projeto da Nova Ferroeste, encabeçada pelo governo do Estado.

Programação - O evento ocorreu em formato virtual, com 35 participantes. A programação foi aberta pelo superintendente da Federação e Organização das Cooperativas do Estado do Paraná (Fecoopar), Nelson Costa, e conduzida pelo analista de Desenvolvimento Técnico da área de Mercado da Ocepar, Leonardo Silvestri Szymczak. A Malha Sul, operada pela Rumo Logística, abrange os estados do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. O superintendente da Fecoopar lembrou que a empresa está em tratativas para renovar antecipadamente a concessão que venceria em 2027, para mais 30 anos, no mesmo modelo adotado na renovação da Malha Paulista, já efetivada. “Para nós, do setor produtivo, é importante ter essa previsibilidade”, pontuou Costa.

Malha Sul - Para obter a renovação da concessão, a Rumo Logística elaborou um plano de negócios que deve ser entregue à Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) no mês de setembro deste ano, de acordo com Felipe Cassab. Ele forneceu as informações preliminares que constam no documento aos participantes do Fórum promovido pelo Sistema Ocepar. Cassab discorreu sobre as características específicas da Malha Sul, os marcos mais importantes no andamento do projeto, o cronograma de ações, os trechos que são objetos de avaliação, os cenários da infraestrutura no médio e longos prazos, incluindo a integração entre a Malha Sul com a Nova Ferroeste, entre outros pontos. O evento contou ainda com a participação de outros profissionais da Rumo Logística: Wescley Brito, Murilo da Luz e Giovana Custódio.

Nova Ferroeste - Já os detalhes do projeto da Nova Ferroeste foram repassados por Luiz Henrique Fagundes, da Secretaria Estadual do Planejamento e Projetos Estruturantes (SEPL). O traçado da Nova Ferroeste totalizará 1.591 quilômetros, contemplando a construção de uma nova ferrovia entre Maracaju (MS) e Cascavel, no Oeste do Paraná; um novo traçado entre Guarapuava e Paranaguá; um ramal multimodal entre Cascavel e Foz do Iguaçu; a revitalização do trecho entre Cascavel e Guarapuava e o ramal Cascavel a Chapecó (SC). Ao final das obras, o governo do Estado vislumbra que a Nova Ferroeste se tornará o segundo maior corredor de exportação de grãos e contêineres do Brasil, respondendo pelo transporte de 2/3 da produção total e 70% dos embarques efetuados no país. De acordo com Fagundes, a expectativa é de que a Nova Ferroeste vá para leilão no segundo semestre deste ano, com a licença prévia ambiental emitida. O contrato terá validade de 99 anos e será renovável, com contraprestação mínima de R$ 110 milhões.

Dúvidas - Após as apresentações, os participantes puderam esclarecer as dúvidas com os representantes da Rumo Logística e da SEPL.

Assuntos do Momento

23 de Junho de 2022
Mercado Interno

Mesmo com entrada de 2ª quinzena, preços no mercado de suínos sobem

Segundo pesquisadores do Cepea, no caso do animal vivo, esse movimento de reação é influenciado pela baixa disponibilidade de suíno em peso ideal para abate, pelo clima ameno e por eventos festivos que favorecem o consumo

CNA pede mais R$ 710 milhões em 2022 para subvenção de apólices da safra verão
23 de Junho de 2022
Seguro Rural

CNA pede mais R$ 710 milhões em 2022 para subvenção de apólices da safra verão

Segundo nota da entidade, o crédito extra é necessário para garantir a cobertura do plantio da próxima safra de verão 2022/23 

21 de Junho de 2022
Exportações

Exportações de carne suína diminuem, mas mercado interno dá sinais de ajuste de oferta

Veja o panorama completo do mercado interno e externo de suínos durante o mês de junho

Aumento da margem de carne suína na China pode beneficiar grandes indústrias, como JBS e BRF
23 de Junho de 2022
Mercado

Aumento da margem de carne suína na China pode beneficiar grandes indústrias, como JBS e BRF

Após a redução no rebanho que vinha ocorrendo em função da diminuição da margem de carne suína na China, maio foi o primeiro mês de aumento do rebanho em 2022

Produção global de carne suína em 2022
22 de Junho de 2022
Comentário Suíno

Produção global de carne suína em 2022

Por Osler Desouzart, CEO da ODConsulting

Cresce a demanda por carne de frango e suína em Posadas, na Argentina
23 de Junho de 2022
Argentina

Cresce a demanda por carne de frango e suína em Posadas, na Argentina

“No total mais ou menos nós argentinos consumimos 110 kg de carne por ano e agora caiu para 47 kg, segundo os últimos dados que são de 2021”, disse Mariela Bernardi, administradora do Mercado Concentrado Posadas.

Mais assuntos do momento
Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade