Alltech SI
Peste Suína Africana AveSui Inside Cooperativas Agroindústrias Bem - Estar Animal América Latina Comentário Suíno Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Genética Geral Insumos Manejo Meio Ambiente Mercado Externo Mercado Interno Nutrição Piscicultura Pesquisa e Desenvolvimento Processamento de Carne Sanidade Sustentabilidade Saúde Animal Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Comentário

Quais tecnologias serão tendência no agronegócio em 2022?

Marcus Linhares é professor do IFPI, Mestre, Doutor e Pós Doutor em Empreendedorismo e Inovação, e responsável pelo NAVE - Núcleo Avançado de Educação Empreendedora (NAVE Lab - IFPI). É fundador e CEO da Bipp, agrofintech que facilita as negociações e integra transações de compra e venda entre produtores, fornecedores e agroindústrias

Marcus Linhares

Professor do IFPI, Mestre, Doutor e Pós Doutor em Empreendedorismo e Inovação, e responsável pelo NAVE - Núcleo Avançado de Educação Empreendedora (NAVE Lab - IFPI). É fundador e CEO da Bipp, agrofintech que facilita as negociações e integra transações de compra e venda entre produtores, fornecedores e agroindústria

08-Dez-2021 15:26

Não é novidade que a pandemia acelerou a transformação digital em todos os setores e no agronegócio não foi diferente. A adesão e implementação de novas tecnologias no campo foi avassaladora e trouxe inúmeros benefícios em toda a cadeia, desde produtores, empresas de insumos, indústrias, multicultura, irrigação, entre outros.

Diferentemente dos outros segmentos, o agro teve uma particularidade no ápice da pandemia. Ele foi o único que não parou, portanto precisou inovar seus processos e assim cresceu consideravelmente, e o motivo foi um só - produção e distribuição de alimentos. De acordo com dados do Ministério da Agricultura, as receitas provenientes do campo deverão somar mais de R$1 trilhão este ano, cerca de 10% a mais do que em 2020. É a primeira vez que o faturamento da agropecuária atinge esse patamar, que quase triplicou em duas décadas.

Esses números reforçam o potencial desse mercado e o fortalecimento das agtechs durante esse período foi inevitável. Mas agora que estamos retomando nossa rotina, quais serão as tendências para 2022 e para o pós-pandemia? Segundo estudos da Distrito, plataforma de inovação aberta, as três principais tendências para o próximo ano serão: Pecuária High Tech, Blockchain e a Automação das fazendas.

Como grande parte da economia brasileira gira em torno desse setor, as tecnologias têm um papel de protagonismo por proporcionar inúmeras facilidades e ganhos de eficiência operacional. Além das áreas citadas acima, reforço que as ferramentas que atuam com Redução de Custos, Aumento de produtividade, IoT, Biotecnologia, ERPs de Gestão, Rastreabilidade, Componentes químicos e fármacos, automação, genética, saúde animal e culturas orgânicas, também terão evidência para o próximo ano por impactar positivamente toda a cadeia.

E não para por aí, as agrofintechs têm se fortalecido cada vez mais por oferecer facilidades aos produtores rurais. Sem intermédio de terceiros, com taxas mais reduzidas que os bancos tradicionais, esses profissionais conseguem abrir uma conta digital e realizar diversas transações, sem burocracia. Além disso, muitas startups desse ramo disponibilizam um dashboard com todas as atividades no campo, tudo na palma da sua mão - é ou não é uma verdade evolução?

Por fim, a conclusão principal de toda essa análise é que quanto mais apostarmos em inovação, mas o setor irá se desenvolver e proporcionar novas oportunidades de negócios. Vale a pena ficar de olho na evolução do agro e no impacto que essas tecnologias vão trazer para o mercado.

Assuntos do Momento

Com a chegada da frente fria, valor do milho sobe e deixa produtores em alerta no Brasil
16 de Maio de 2022
Insumos

Com a chegada da frente fria, valor do milho sobe e deixa produtores em alerta no Brasil

Os valores do milho voltaram a subir na semana passada, interrompendo, portanto, o movimento de queda diária consecutiva que vinha sendo verificado desde o encerramento de abril

Estimativa da Anec para exportação de soja em maio aumenta para 11,4 mi de toneladas e de milho para 1,2 mi de toneladas
18 de Maio de 2022
Insumos

Estimativa da Anec para exportação de soja em maio aumenta para 11,4 mi de toneladas e de milho para 1,2 mi de toneladas

A previsão é de que sejam enviados 11,483 milhões de toneladas de soja em grãos, ante as 10,615 milhões de toneladas projetadas na semana passada. 

Exportação da soja paraense cresce 124%; alimentação de suínos na China é principal destino
17 de Maio de 2022
Exportações

Exportação da soja paraense cresce 124%; alimentação de suínos na China é principal destino

Percentual de crescimento é um comparativo do período de janeiro abril de 2022 ao mesmo quadrimestre do ano passado

Mato Grosso tem perda irreversível de 4 milhões de toneladas de milho 2ª safra
19 de Maio de 2022
Grãos

Mato Grosso tem perda irreversível de 4 milhões de toneladas de milho 2ª safra

A safra do cereal foi estimada em 36 milhões de toneladas, informou a Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso 

Exportadores dos EUA relatam vendas de 229,2 mil toneladas de soja para destinos não revelados
19 de Maio de 2022
Insumos

Exportadores dos EUA relatam vendas de 229,2 mil toneladas de soja para destinos não revelados

Do total, 10,2 mil toneladas de soja têm entrega no ano comercial 2021/22 e 219 mil toneladas para entrega no ano comercial 2022/23

ONU negocia retomar exportações de grãos da Ucrânia em meio à crise de alimentos
19 de Maio de 2022
Commodities

ONU negocia retomar exportações de grãos da Ucrânia em meio à crise de alimentos

“Estou esperançoso, mas ainda há um caminho a percorrer”, disse Guterres, que visitou Moscou e Kiev no final do mês passado

Mais assuntos do momento
Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade