Guia Gessulli
10-Ago-2018 08:53 - Atualizado em 10/08/2018 15:06
13º Seminário Agroceres PIC

Rentabilidade do suinocultor deve ser retomada apenas em 2019

A crise econômica e o desemprego também são outros problemas atingem diretamente o consumo da carne suína

O aumento de custo de produção dos suinocultores, oriundos da elevação de preço do farelo de soja e do milho, só deve se recuperar em 2019. A crise econômica e o desemprego também são outros problemas que atingem diretamente o consumo da carne suína. A análise é do economista André Pessoa, da Agroconsult, um dos palestrantes do 13º Seminário Internacional de Suinocultura Agroceres PIC.

“Este será um ano muito difícil, porque dificilmente haverá redução dos custos dos suínos. Em alguns casos, como o frango, o preço já subiu, mas do suíno ainda não. E falta pouco tempo até o final do ano para que possamos visualização aumento de preço também do suíno”, afirmou.

O que dificulta esse repasse é a retração do consumo de carne suína. O mercado brasileiro está deprimido, avalia Pessoa, devido ao elevado nível de desemprego e uma crise econômica persistente que já perdura há três anos.

Aliado a isso, André Pessoa avalia a atual conjuntura das produções de farelo de soja e milho, que impactam diretamente nos custos dos suinocultores. Um dos problemas apontados pelo economista é a quebra da safra de milho. Em 2017, o Brasil produziu quase 100 milhões de toneladas desse insumo. Neste ano, haverá redução de cerca de 20 milhões de toneladas. O resultado disso é redução de estoques e preços mais elevados.

“Pelo segundo ano consecutivo se reduziu os estoques de milho nos EUA. Caiu bastante o estoque internacional e os preços subiram, isso determinou os preços em reais bem elevados para os produtores de carne suína”, diz. Em relação ao farelo de soja, o País tem exportado mais para o exterior. Isso também pressionou os custos de produção de suínos, comenta o economista da Agroconsult.

O Seminário Internacional Suinocultura Agroceres PIC está sendo realizado no resort Club Med Rio das Pedras, em Mangaratiba (RJ), e segue com programação intensa até esta sexta-feira (10/08).

Redação SI
Deixe seu Recado