Guia Gessulli
25-Fev-2019 13:24
Investimento

Safeeds marca ciclo de investimentos com inauguração de complexo

Com o apoio do BNDES, o projeto foi concebido e aprovado numa visão de inovação e ampliação de mercados

A entrega nesta quarta-feira, 27, às 9h, do novo centro administrativo e do complexo industrial da Safeeds Aditivos para Nutrição Animal, em Sede Alvorada, no Paraná, marca um ciclo de investimento da empresa, iniciado em 2014.  Os dois projetos foram cuidadosamente desenvolvidos para atender com excelência e tecnologia um novo tempo no agronegócio mundial, que busca alimentos mais saudáveis. Os empreendimentos, que incluem investimentos em área física e outros processos internos para a implementação de novas tecnologias e busca de novos mercados, integram o projeto Inova Agro, do Ministério da Indústria, Comércio e Desenvolvimento, que incentiva a criação de parques tecnológicos para aditivos de produção animal. Com o apoio do BNDES, o projeto foi concebido e aprovado numa visão de inovação e ampliação de mercados, o que permitiu acesso a uma linha de crédito para montagem do parque tecnológico, que será entregue nesta quarta-feira, com a inauguração do complexo de estruturas físicas.

“Quando tivemos acesso ao projeto do Ministério da Indústria, Comércio e Desenvolvimento já tínhamos uma fábrica. Nos adequamos à proposta do Inova Agro e aproveitamos esta oportunidade para criar um projeto especial de desenvolvimento de diversos aditivos nutricionais”,  afirma o presidente da Safeeds, Ricardo Castilho, que relata as transformações que acompanharam o projeto.  “Fomentamos a elaboração de processos internos, que reúnem desde a pesquisa, desenvolvimento, marketing, busca de fornecedores, novas tecnologias, novos consultores, registro e patentes de marcas, embalagens, linhas comerciais de marketing, nova fábrica de aditivos e ampliação do quadro de funcionários, gerando emprego e renda.  As fábricas de líquidos e sólidos e o centro administrativo, estruturas físicas que estão sendo oficialmente entregues, são apenas uma parte deste processo de inovação e de tecnologia da empresa”, destaca o presidente da Safeeds. Toda a estrutura já está funcionando e adequada às exigências do mercado. “É um cabedal de informações e processos que não cabem em uma construção civil, que são marcas, registros, ciência, pesquisa, tecnologia, segredos industriais, desenvolvimento de fornecedores, embalagens , registro de marcas, uma série de processos que possibilitaram a construção desta estrutura. Além disso, conta com uma equipe qualificada para a produção de produtos de abrangência nacional e internacional”, complementa o presidente da Safeeds sobre a nova planta industrial.

Segundo o diretor Comercial, Paulo Guerra, a Safeeds está presente em cinco países, atendendo especialmente a América Latina, e com produtos registrados em mais outros oito países. A proposta da empresa, de produzir alimentos seguros, com inovação, alta tecnologia e voltados para o futuro, vem ao encontro da proposta de incentivo do Ministério da Indústria, Desenvolvimento e Comércio. A empresa inova para a produção de produtos seguros, que substituem os importados, fabricados com desenvolvimento, inovação e tecnologia em meio à maior zona produtiva do agronegócio do Paraná. Com uma equipe altamente qualificada e uma parceria com institutos de pesquisa e universidades, a empresa produz produtos de abrangência nacional e internacional.

Complexo industrial

A unidade fabril é composta por duas fábricas, uma para mistura de aditivos sólidos e outra para aditivos líquidos. A fábrica de aditivos sólidos produz mais de 70 produtos não antibióticos, como Adsorventes, Edulcorantes, Hidratantes, Blends Enzimáticos, Aromas e Palatabilizantes. Tem capacidade para a produção de 1.600 toneladas por mês, o que equivale a 72 toneladas de aditivos por dia.

A fábrica de aditivos líquidos faz parte de um complexo de instalações modernas e seguras para a produção de Antisalmonellas, Antioxidantes, Antifúngicos, Acidificantes e Palatabilizantes. Possui um sistema para coleta e armazenagem de água da chuva no subsolo, cobertura térmica para minimizar a amplitude de temperatura da região e divisórias solares que reduzem a necessidade de lâmpadas internas, o que torna este projeto referência em sustentabilidade. São cinco linhas de produção indepentes sem contaminação cruzada entre elas.

Com capacidade de produção de até 9 mil toneladas de aditivos por mês, a planta foi planejada com um conceito de qualidade total, que contempla desde o cuidado com os projetos de estrutura e fluxos produtivos até a utilização de equipamentos modernos e qualificação rigorosa de matérias primas.

O complexo industrial conta com tanques protegidos que permitem o armazenamento de 600 toneladas de produtos a granel e duas amplas áreas de estoque, uma para matérias primas e outra para produtos acabados, totalmente separadas, com capacidade para até 6250 toneladas paletizadas.

Instalada em uma área tota de 110 mil metros quadrados junto à BR-467, cuja pista dupla interliga Toledo e Cascavel, a empresa detém os mais altos padrões de qualidade e realiza o mesmo controle de sanidade e equipamentos de uma indústria farmacêutica humana. Detentora das mais importantes certificações de qualidade e produzindo produtos registrados pelo Ministério da Agricultura, a indústria conta com linhas independentes, sem contaminação cruzada e capazes de produzir produtos fracionados. Altamente automatizada, a empresa conta com um sistema moderno de tecnologia da informação (SAP), utilizada por grandes empresas multinacionais.

Todos os investimentos, que nesta etapa totalizaram R$ 45 milhões, asseguram os empresários, visam a produção no Brasil, com custos brasileiros, logística ágil e produção de qualidade, com uma oferta ampla de produtos em nível regional. Segundo Castilho, a Safeeds atende um nicho de mercado, que busca a substitituição de antibióticos promotores de crescimento por produtos naturais seguros, sem cotaminantes e sem perigo para a nutrição animal.

 

Assessoria
Deixe seu Recado