Guia Gessulli
Peste Suína Africana AveSui Inside Cooperativas Agroindústrias Bem - Estar Animal América Latina Comentário Suíno Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Genética Geral Insumos Manejo Meio Ambiente Mercado Externo Mercado Interno Nutrição Piscicultura Pesquisa e Desenvolvimento Processamento de Carne Sanidade Sustentabilidade Saúde Animal Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Insumo

Santa Catarina busca apoio do Ministério da Agricultura para aumentar disponibilidade de milho

Consumo do agronegócio catarinense é de 19 mil toneladas por dia - 31 vezes mais do que o disponível para a compra.

Redação
23-Mar-2021 10:20

O governador  de Santa Catarina Carlos Moisés e o secretário de Estado da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural, Altair Silva, estiveram reunidos, nesta segunda-feira, 22, com a ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, solicitando o incremento nos estoques públicos de milho. Oferta de internet e de energia elétrica de melhor qualidade para o meio rural também foram assuntos discutidos na reunião.

O governador classificou as pautas como extremamente relevantes para o desenvolvimento do agronegócio no estado e a qualidade de vida do produtor rural e reforçou o pedido de parceria com o Ministério da Agricultura para os encaminhamentos com relação à oferta de milho. “Nossos produtores - especialmente o independente - estão muito preocupados com a situação, precisamos nos unir para enfrentarmos mais este desafio, assistir e levar uma resposta a quem produz”, frisa o governador.

O secretário Altair Silva também destacou que uma das principais demandas de Santa Catarina é aumentar os estoques públicos de milho disponíveis aos produtores. “Estamos em contato constante com a Conab em busca de soluções para os produtores rurais de Santa Catarina. O abastecimento de grãos segue como um grande desafio para o agronegócio catarinense. Nós estamos investindo forte em outras alternativas, como a produção de cereais de inverno, mas os resultado virão no médio prazo. No curto prazo, a ação da Conab é fundamental”, ressalta.

Segundo o último Relatório de Disponibilização de Estoques, referente ao período de 16 a 31 de março, a Conab possui 600 toneladas estocadas em armazéns de Campos Novos e Braço do Norte. Sendo que o consumo do agronegócio catarinense é de 19 mil toneladas por dia - 31 vezes mais do que o disponível para a compra.

“Nós precisamos desse milho. Reconhecemos o esforço da Conab, mas nosso consumo é muito grande devido à operação das nossas agroindústrias. Seguimos pedindo uma sensibilidade máxima da Companhia em relação a  Santa Catarina”, explica o secretário adjunto da Agricultura, Ricardo Miotto.

A ministra Tereza Cristina disse que o problema do milho é uma preocupação antiga e diária. “Temos um problema mundial, está faltando milho no mundo todo. Não falamos em desabastecimento, mas sabemos que os pequenos produtores de aves de ovos, suinocultores independentes e o setor leiteiro serão prejudicados. Para reverter esse quadro, estamos trabalhando em várias medidas que serão contempladas no próximo Plano Safra, vamos aumentar o limite e daremos mais crédito para induzirmos a produção de milho no país", aponta a ministra, como medidas para amenizar o problema que afeta os produtores de Santa Catarina.

Quebra na safra impacta oferta de grãos em Santa Catarina

Segundo o Centro de Socioeconomia e Planejamento Agrícola da Epagri (Epagri/Cepa), a safra de milho em Santa Catarina terá uma quebra de 28,4% em relação à estimativa inicial, fechando em 2,07 milhões de toneladas. A estiagem prolongada em 2020 e a cigarrinha do milho causaram a perda de aproximadamente 800 mil toneladas do grão nas lavouras do estado, principalmente no Oeste e Extremo Oeste.

Internet para o meio rural

O Governo de Santa Catarina também  apresentou como pauta de trabalho, aumentar os investimentos em internet no campo e oferta de energia elétrica de melhor qualidade e quantidade para o meio rural. Para isso, foi reforçado o pedido de apoio do Ministério da Agricultura.

Demanda dos produtores rurais de SC

Para fechar a reunião, o secretário da Agricultura encaminhou a pauta de reivindicações dos agricultores familiares de Santa Catarina. Entre as maiores demandas do setor produtivo estão a renegociação de dívidas do Plano Safra, a liberação de mais recursos para investimentos e medidas para apoiar os produtores de leite de Santa Catarina. Deputados e senadores da bancada federal Catarinense também acompanharam a reunião.

Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade