Guia Gessulli
09-Abr-2018 15:17
Março

Santa Catarina registra receita de US$ 51 milhões com carne suína

Exportações do produto para a China, Hong Kong e Chile ajudaram a minimizar os impactos do embargo temporário a Rússia

O setor produtivo de carnes ganha espaço no mercado internacional e Santa Catarina amplia vendas para China e Hong Kong. Em março, os dois países foram os principais destinos das carnes produzidas no estado e garantiram o aumento no faturamento com as exportações. No último mês, as vendas internacionais de carne suína e de frango geraram uma receita de US$ 194,9 milhões.  Desse montante, foram embarcadas 25,5 mil toneladas do produto, com receitas que passam de US$ 51 milhões (28% e 22,2% a mais do que em fevereiro).

O principal mercado da carne suína catarinense é a China que ampliou em 108,9% as compras do produto, em relação a março de 2017. No último mês, o país importou 9,6 mil toneladas de carne suína – 109,8% a mais do que no ano passado. Hong Kong e Chile também aumentaram as compras e acabaram minimizando os impactos do embargo temporário da Rússia para as carnes brasileiras.

Em 2018, o estado já exportou 70,6 mil toneladas de carne suína, com receitas que passam de US$144 milhões. Os valores são inferiores aos registrados no primeiro trimestre de 2017. O faturamento foi 10,5% menor e a quantidade teve uma queda de 1,53%.

“Os primeiros três meses do ano foram turbulentos para o mercado externo de carnes, mas com o fim do inverno no hemisfério norte é provável que as demandas aumentem, reequilibrando a produção de Santa Catarina”, explica Airton Spies. O secretário lembra ainda que a proteína animal é o carro chefe da agropecuária catarinense e responde por 60% do PIB da Agopecuária. As informações são da Secretaria da Agricultura e da Pesca de Santa Catarina.

Redação
Deixe seu Recado