Peste Suína Africana AveSui Inside Cooperativas Agroindústrias Bem - Estar Animal América Latina Comentário Suíno Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Genética Geral Insumos Manejo Meio Ambiente Mercado Externo Mercado Interno Nutrição Piscicultura Pesquisa e Desenvolvimento Processamento de Carne Sanidade Sustentabilidade Saúde Animal Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Agronegócio

Secretário da Agricultura do PR apresenta cenário do futuro para jovens agricultores

Norberto Ortigara conversou com jovens agricultores reunidos pelo Sistema Faep/Senar-PR e reforçou necessidade de conhecimento sobre o negócio para o Brasil ser o grande abastecedor do mundo

Redação, com informações AEN
12-Mai-2022 08:38

Estudar, aprender, praticar conhecimento e usar tecnologia para ter um agro cada vez mais produtivo, capaz de fazer mais com menos. A mensagem foi transmitida na noite desta terça-feira (10) pelo secretário de Estado da Agricultura e do Abastecimento, Norberto Ortigara, a um grupo de jovens agricultores reunidos na 48ª Exposição Agropecuária, Industrial e Comercial de Maringá (Expoingá). O evento foi organizado pelo Sistema Faep/Senar-PR e pelo Sindicato Rural de Maringá.

“Estudem, se aperfeiçoem, compreendam o mundo que está mudando rapidamente para melhor, é um mundo em transformação”, afirmou Ortigara. Ele descreveu as várias etapas pela qual a agricultura passou, do trabalho braçal para a mecanização e, posteriormente, para o domínio da genética e de materiais mais produtivos, que chegaram junto com a fertilização e controle de pragas com moléculas.

Segundo Ortigara, atualmente o setor agro vive quatro movimentos importantes. O primeiro é a nova genética, a genômica, que possibilita adiantar processos que demorariam muito mais tempo para serem levados ao campo. A segunda perna tem a ver com bioinsumos. “Mais fungos, bactérias, insetos encapsulados para combater pragas e doenças, para não ter de descarregar tanta molécula química”, exemplificou.

Na Expoingá, governador destaca ações do Estado para consolidar a industrialização do campo
O terceiro movimento é representado pela nova mecanização, com máquinas autônomas, plataformas autônomas e drones espalhados pelos campos. A quarta engloba os avanços digitais, com o GPS comandando processo, com a Internet das Coisas, algoritmos, robôs nos escritórios e no campo para ajudar a decidir as formas de produção em tempo real. “Tudo isso vai chegar no campo, o que permite que a gente sonhe em ser o grande abastecedor do mundo”, disse o secretário.

Ele reforçou que o agro é o setor que mais apresenta capacidade competitiva para o Brasil no mundo. “O nosso negócio é agro, e para ser agro tem de ser bom”, afirmou aos jovens. “O mundo vai crescer e vai precisar de alimento e de fibras, eles podem sair de qualquer lugar, mas se formos inteligentes vai sair daqui”.

Estado investe R$ 304 milhões na pavimentação de 1.000 km de estradas rurais em três anos
Segundo o secretário, o mais importante para estar presente no mercado é estudar. “Hoje é imperativo conhecer, dominar, ficar atento aos movimentos, pois esse é o mundo das novas gerações”, acrescentou.

Ortigara comentou que o Brasil é um dos cinco maiores países nas quarenta maiores cadeias do agro do mundo. A perspectiva futura é ainda maior. Na última safra, com todas as perdas provocadas pela estiagem, foram colhidos 270 milhões de grãos. De acordo com o secretário, daqui a nove safras serão, no mínimo, 350 a 380 milhões de toneladas. Em proteína animal, o Brasil produziu 27 milhões de toneladas, com expectativa de chegar a 34 ou 35 milhões em nove anos, o que vai demandar muito mais produção de soja e milho para alimentar o sistema.

Assuntos do Momento

Colheita de soja na Argentina alcança 64,9% da área apta; de milho atinge 25,8%
13 de Maio de 2022
América Latina

Colheita de soja na Argentina alcança 64,9% da área apta; de milho atinge 25,8%

O rendimento médio nacional está em 3.010 quilos por hectare, e a estimativa de produção foi mantida em 42 milhões de toneladas. 

Com a chegada da frente fria, valor do milho sobe e deixa produtores em alerta no Brasil
16 de Maio de 2022
Insumos

Com a chegada da frente fria, valor do milho sobe e deixa produtores em alerta no Brasil

Os valores do milho voltaram a subir na semana passada, interrompendo, portanto, o movimento de queda diária consecutiva que vinha sendo verificado desde o encerramento de abril

Estimativa da Anec para exportação de soja em maio aumenta para 11,4 mi de toneladas e de milho para 1,2 mi de toneladas
18 de Maio de 2022
Insumos

Estimativa da Anec para exportação de soja em maio aumenta para 11,4 mi de toneladas e de milho para 1,2 mi de toneladas

A previsão é de que sejam enviados 11,483 milhões de toneladas de soja em grãos, ante as 10,615 milhões de toneladas projetadas na semana passada. 

Exportação da soja paraense cresce 124%; alimentação de suínos na China é principal destino
17 de Maio de 2022
Exportações

Exportação da soja paraense cresce 124%; alimentação de suínos na China é principal destino

Percentual de crescimento é um comparativo do período de janeiro abril de 2022 ao mesmo quadrimestre do ano passado

Valorização do dólar aumenta preço da soja no Brasil
16 de Maio de 2022
Insumos

Valorização do dólar aumenta preço da soja no Brasil

Segundo pesquisadores do Cepea, a valorização do dólar frente ao Real atraiu importadores para o Brasil, resultando em aumentos no prêmio de exportação e nos preços domésticos da soja

BRF lança projeto piloto para reaproveitamento de resíduos em filiais de grãos
12 de Maio de 2022
ESG

BRF lança projeto piloto para reaproveitamento de resíduos em filiais de grãos

Iniciativa está em sintonia com a agenda ESG da Companhia e com seu compromisso de gestão sustentável da cadeia

Mais assuntos do momento
Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade