Guia Gessulli
Peste Suína Africana AveSui Inside Cooperativas Agroindústrias Bem - Estar Animal América Latina Comentário Suíno Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Genética Geral Insumos Manejo Meio Ambiente Mercado Externo Mercado Interno Nutrição Piscicultura Pesquisa e Desenvolvimento Processamento de Carne Sanidade Sustentabilidade Saúde Animal Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Prejuízo

Seguro rural indica perdas de R$ 105 milhões em Mato Grosso do Sul

Acionamento de apólices foi possível após o governo estadual decretar situação de emergência

Redação com informações de Valor Econômico
11-Jan-2022 15:01

Os produtores rurais de Mato Grosso do Sul já acionaram 902 apólices de seguro rural, que totalizam R$ 104,8 milhões, segundo cálculo da Secretaria da Agricultura do Estado. Os pedidos de indenização são de cobertura feita por meio do Programa de Subvenção ao Prêmio do Seguro Rural (PSR) ou do Programa de Garantia da Atividade Agropecuária (ProAgro).

De acordo com o Ministério da Agricultura, dos 3,51 milhões hectares de lavouras de soja plantados em Mato Grosso do Sul, 949,4 mil hectares, ou 27% do total, estão segurados. No milho verão, há seguro para 3,1 mil hectares, de um total de 19,2 mil.

O acionamento do seguro foi possível após o governo estadual decretar situação de emergência nos 79 municípios sul-mato-grossenses na semana passada. Em todo o Estado, há 6,6 mil apólices contratadas, que cobrem R$ 4,2 bilhões em produção.

“O decreto de situação de emergência já é um instrumento válido juridicamente e reconhecido pelas instituições financeiras”, lembrou, em nota, o secretário Jaime Verruck. “Quem não é segurado e quiser solicitar ampliação de prazo e revisão de contratos de crédito deve procurar o banco para que seja acionada perícia, que vai verificar o nível de prejuízo na lavoura”, acrescentou.

De acordo com levantamento feito pela Associação de Produtores de Soja do Estado (Aprosoja-MS), a estiagem reduziu a safra do grão em Mato Grosso do Sul, de 12,8 milhões para 12,2 milhões de toneladas. A estiagem é consequência do fenômeno climático La Niña, que altera o regime de chuvas no corredor entre Mato Grosso do Sul e a região Sul do país.

Assuntos do Momento

Mais assuntos do momento
Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade