Rainha da Paz
Peste Suína Africana AveSui Inside Cooperativas Agroindústrias Bem - Estar Animal América Latina Comentário Suíno Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Genética Geral Insumos Manejo Meio Ambiente Mercado Externo Mercado Interno Nutrição Piscicultura Pesquisa e Desenvolvimento Processamento de Carne Sanidade Sustentabilidade Saúde Animal Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Mercado

Setor de suínos da União Europeia com crescimento lento

Previsão de que a produção aumente apenas 0,7% em 2021

Redação com informações de EuroMeat
26-Abr-2021 08:27 - Atualizado em 26/04/2021 08:40

A produção de carne suína na UE vai desacelerar este ano, de acordo com as últimas previsões da CE. Houve um aumento de 1,2% em 2020 neste setor, mas as perspectivas serão alteradas significativamente este ano, já que a produção deve aumentar apenas 0,7% em 2021. “O levantamento da pecuária de dezembro de 2020 indica aumento no número de porcos de engorda de 750.000 cabeças (+ 0,8%). Espera-se que isso leve a um aumento da produção no primeiro semestre de 2021. Por outro lado, o número de porcas diminuiu 0,5%, portanto, o crescimento da produção na última parte do ano será impulsionado inteiramente por ganhos de desempenho ", disse Duncan Wyatt, analista líder de carne vermelha, AHDB.
As exportações de carne de suíno aumentaram 18% em 2020.

De longe, a maior parte foi para a China, aumentando seu comércio com a UE em cerca de 1 milhão de toneladas, apesar das dificuldades com casos de febre suína africana no rebanho de javalis alemães. Outros estados membros da UE conseguiram preencher a lacuna deixada pelos comerciantes alemães, embora alguns ainda enfrentem restrições de exportação semelhantes. Após dois anos de crescimento impressionante, as exportações em 2021 deverão diminuir (-2%), mas permanecerão em níveis muito elevados. Embora o setor de carne suína na China esteja se recuperando, novos casos de ASF ainda estão aparecendo, o que pode retardar o progresso. A recuperação da ASF em outras regiões asiáticas deve levar ainda mais tempo.

"O consumo aparente de carne suína está projetado para aumentar para 32,7 kg per capita (+ 1,4%), pois mais carne suína estará disponível no mercado doméstico. Embora superior a 2020, este ainda é um nível relativamente baixo em termos históricos," acrescentou o Sr. Wyatt.

Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade