Guia Gessulli
Peste Suína Africana AveSui Inside Cooperativas Agroindústrias Bem - Estar Animal América Latina Comentário Suíno Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Genética Geral Insumos Manejo Meio Ambiente Mercado Externo Mercado Interno Nutrição Piscicultura Pesquisa e Desenvolvimento Processamento de Carne Sanidade Sustentabilidade Saúde Animal Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Saúde Animal

Soluções injetáveis representam importante ferramenta para o uso racional de antibióticos em suínos

Por André Buzato, médico veterinário, mestre em sanidade e produção animal e gerente técnico de suínos da Vetoquinol Saúde Animal

Redação
20-Abr-2021 13:02

Quarto maior fornecedor de carne suína no mundo, o Brasil produz cerca de 4 milhões de toneladas dessa rica proteína por ano, segundo dados da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa). A oferta de carne de qualidade em larga escala caminha em paralelo com avanço genético, eficaz controle sanitário e correto manejo nutricional. Aliás, a saúde dos animais tem estado cada vez mais em evidência, especialmente devido ao movimento global pelo uso prudente e responsável de antibióticos.

Os suinocultores e técnicos devem dispor dos antibióticos somente nos momentos em que eles são indispensáveis. Dessa forma, aproveitamos o melhor dessa tecnologia e contribuímos para a redução da presença de resíduos acima de limites toleráveis em produtos destinados ao consumo humano. Assim, a escolha do antibiótico precisa ser cuidadosamente analisada. Além disso, a sensibilidade dos agentes bacterianos é um dos principais parâmetros a considerar na escolha do antibiótico injetável.

São três as formas de aplicação: injetável, via ração e via água. Levantamento epidemiológico feito na União Europeia a longo prazo demonstrou alto padrão de sensibilidade do princípio ativo marbofloxacina em relação aos principais agentes bacterianos causadores das mais importantes doenças reprodutivas, respiratórias e digestivas. Assim, na escolha do antibiótico injetável, as especificações e os benefícios do fármaco também devem ser considerados. São eles: espectro de ação, características farmacocinéticas e farmacodinâmicas, eficácia, praticidade, segurança para a cadeia e custo-benefício.

Nesse contexto, um novo conceito para antibióticos injetáveis ganha força e espaço no mercado: o SISAAB (Antibiótico de Curta Duração e Injeção Única). Trata-se da utilização de um antibiótico bactericida com dose elevada, que cura rapidamente o animal com mínimo tempo de exposição ao antibiótico, de modo que a imunidade natural seja privilegiada após a interrupção da infecção.

O SISAAB utiliza a terapia baseada na Concentração de Prevenção de Mutação (CPM), definida como a Concentração Inibitória Mínima (CIM) da cepa mutante menos sensível. Na prática, isso significa o uso da dose de antibiótico 4 até 8 vezes acima da dosagem da CIM 90 para a população bacteriana da cepa mutante.

A administração de marbofloxacina 16% na dosagem de 8 mg/kg tem apresentado resultados consistentes e muito eficazes contra as principais doenças respiratórias de origem bacteriana dos suínos, como diarreia em leitões, síndrome MMA (metrite, mastite e agalaxia) – atualmente denominada como Síndrome da Disgalaxia Pós-Parto (SDP) – e infecções do trato urinário por meio do conceito SISAAB.

A marbofloxacina é o ingrediente ativo de Forcyl, desenvolvido pela Vetoquinol Saúde Animal – uma das 10 maiores indústrias veterinárias do mundo. O produto é o primeiro antibiótico injetável indicado para suínos à base de marbofloxacina. Com dose única, proporciona ação rápida e alta eficácia, com rápido retorno do animal ao seu ciclo de desenvolvimento. A aplicação pode ser realizada em todas as fases da produção e o período de carência é curto: 9 dias. O uso de Forcyl, por meio do conceito SISAAB, proporciona potente efeito bactericida, tem rápida eliminação e ampla indicação de uso, proporcionando benefícios em termos de eficácia, rapidez e segurança (baixo risco de resistência bacteriana).

O antibiótico é indicado para infecções causadas por Escherichia coli (no intestino e no trato urinário, além da MMA) e por Pasteurella multocida, Actinobacillus pleuropneumoniae e Haemophilus parasuis (no trato respiratório). Soluções inovadoras como Forcyl representam uma opção inovadora para os principais desafios sanitários enfrentados pela suinocultura tecnificada, especialmente em um país com população superior a 56 milhões de suínos (dos quais quase 2 milhões são matrizes), de acordo com o Associação Brasileira Criadores Suínos (ABCS).

Assuntos do Momento

11 de Maio de 2021
Mercado

Produção de suínos na China deve crescer 19% em 2021

Segundo Ministério da Agricultura e Assuntos Rurais da China (MARA), a expansão agressiva da capacidade de fazendas de grande escala em 2020 gerou um aumento estimado no abate de suínos para a China

Novos recursos na economia beneficiam o consumo de suínos
10 de Maio de 2021
Economia

Novos recursos na economia beneficiam o consumo de suínos

No momento, restam ainda mais de R$ 9 bilhões em recursos para serem contratados no Plano Safra 2020/2021

Análise de Mercado - Frango em alta e preço do suíno cai em três estados
10 de Maio de 2021
Mercado

Análise de Mercado - Frango em alta e preço do suíno cai em três estados

Entre os dias 03 e 07 de maio, o preço do frango vivo eleva sua cotação, com exceção de MG que mantém o valor estável. Suíno vivo teve queda de 1,11% em SC, 2,54% no PR e 2,12% no RS

Disponible en español Disponible en español
Na Colômbia carne de porco começa a faltar nos lares
11 de Maio de 2021
América Latina

Na Colômbia carne de porco começa a faltar nos lares

A produção diária na Colômbia é de 1.300 toneladas de carne suína e devido aos efeitos da greve nacional, 720 toneladas / dia deixaram de ser produzidas e comercializadas

Preços do suíno vivo e da carne se enfraquecem, aponta Cepea
13 de Maio de 2021
Mercado

Preços do suíno vivo e da carne se enfraquecem, aponta Cepea

Segundo estudos, a venda de carne no mercado doméstico está enfraquecida

Disponible en español Disponible en español
Greve Nacional na Colômbia com risco de desnutrição em fazendas de suínos
13 de Maio de 2021
Sanidade

Greve Nacional na Colômbia com risco de desnutrição em fazendas de suínos

O presidente da PorkColombia afirmou que em algumas fazendas do país estão contando as horas para iniciar o abate em massa porque não há comida para os porcos

Mais assuntos do momento
Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade