Guia Gessulli
Peste Suína Africana AveSui Inside Cooperativas Agroindústrias Bem - Estar Animal América Latina Comentário Suíno Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Genética Geral Insumos Manejo Meio Ambiente Mercado Externo Mercado Interno Nutrição Piscicultura Pesquisa e Desenvolvimento Processamento de Carne Sanidade Sustentabilidade Saúde Animal Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Meio Ambiente

Stephanes debate Código Florestal com parlamentares e cooperativas do Paraná

MAPA
29-Abr-2009 14:30 - Atualizado em 20/04/2016 14:38

O ministro da Agricultura, Reinhold Stephanes, se reuniu com deputados federais, senadores e representantes de cooperativas do Paraná, nesta segunda-feira (27), para discutir alterações do Código Florestal Brasileiro. O encontro foi na sede da Organização das Cooperativas do Estado do Paraná (Ocepar), em Curitiba/PR.

A apresentação da proposta de alteração do Código Florestal pela Ocepar foi destacada pelo ministro. "Está fundamentada tecnicamente e seu exemplo deve ser seguido por todos os estados", afirmou. O ministro elogiou a Ocepar por se posicionar em relação à legislação ambiental e pela promoção do debate, demonstrando que está atenta aos temas de interesse nacional.

"As alterações são de fundamental importância, uma vez que a aplicação do Código Florestal como está inviabilizaria cerca de quatro milhões de hectares produtivos, quinze milhões de toneladas de produtos, além de provocar o desaparecimento de milhares agricultores, propriedades e até de pequenos municípios", enfatizou.

O ministro ressaltou que o Paraná é correto do ponto de vista ambiental, porque já desenvolve o plantio direto na palha, há quase 40 anos. O sistema melhora as condições ambientais (água, solo e planta), com a rotação de culturas e proteção do solo.

Festa da Maçã -  No sábado (25), o ministro Reinhold Stephanes representou o presidente Luiz Inácio Lula da Silva na 17ª Festa Nacional da Maçã, em São Joaquim/SC. A cidade é considerada a capital nacional da maçã. São cerca de dois mil fruticultores, voltados para o cultivo da maçã Fuji, com a mesma qualidade da fruta produzida no Japão, e da maçã Gala, originária da Nova Zelândia.

São Joaquim, produz cerca de 900 mil toneladas de maçã e exporta 10%. Agora, está se preparando para incluir a fruta no cardápio da merenda escolar de Santa Catarina.

Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade