Guia Gessulli
Peste Suína Africana AveSui Inside Cooperativas Agroindústrias Bem - Estar Animal América Latina Comentário Suíno Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Genética Geral Insumos Manejo Meio Ambiente Mercado Externo Mercado Interno Nutrição Piscicultura Pesquisa e Desenvolvimento Processamento de Carne Sanidade Sustentabilidade Saúde Animal Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Bolsa de Suínos

Suíno vivo: preços caem até 26% no fim do mês

São Paulo e Paraná foram os que tiveram maior desvalorização do animal ao longo de janeiro

Redação SI
31-Jan-2020 08:49 - Atualizado em 31/01/2020 09:26

Os preços pagos pelo quilo do suíno vivo despencaram nesse fim de janeiro, de acordo com as bolsas de suínos regionais. Todos os oito estados consultados pela Suinocultura Industrial registraram redução de preço. São Paulo e Paraná foram os que tiveram maior desvalorização do animal ao longo de janeiro. Nesses casos, os preços do quilo chegaram a R$ 5,07 e R$ 4,90, respectivamente.

 

VEJA AINDA: China conseguirá em menos tempo o que o Brasil fez em seis anos?

 

Até a semana passada, Santa Catarina – o principal produtor e exportador brasileiro – havia conseguido manter os preços do suíno vivo nos mesmos patamares do fim do ano passado, a R$ 5,75 o quilo. No encerramento de janeiro, contudo, houve queda de 12,17%, com o quilo chegando a R$ 5,05.

Pesquisas do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), da Esalq/USP, apontam que as baixas nos preços da carne suína estão atreladas à demanda interna enfraquecida e ao menor ritmo de exportações.

QUEDA DE 26% EM SÃO PAULO

Paraná e São Paulo são os estados que acumulam maior queda para o suíno vivo desde que começou o ano. No caso paulista, o quilo do animal comercializado vivo teve nova queda nesta semana, desta vez de 4,88%, chegando a R$ 5,07.

Até o dia 14 de janeiro, o preço do suíno era R$ 6,39. Já na semana passada, houve queda de 16,6%. No decorrer de janeiro, portanto, a suinocultura paulista registrou uma redução de 26% nos valores pagos pelo animal vivo.

AveSui2021_dentro

Já a suinocultura paranaense acumula perda de 24,5%. Nesta semana, o preço caiu para R$ 4,90 o quilo. Era R$ 6,10 no começo do ano.

Confira os preços por estado aqui.

Quer acompanhar o que acontece na avicultura e na suinocultura?

Siga-nos no Facebook:

https://www,facebook.com/aviculturaindustrial

https://www.facebook.com/suinoculturaindustrial

Acompanhe nosso Linkedin:

https://www.linkedin.com/company/gessulliagribusiness

Precisa de algum serviço ou produto?

Pesquise no Guia Gessulli:

https://www.guiagessulli.com.br/

 

Assuntos do Momento

Presidente da Aurora fala sobre expansão da produção avícola, exportações e perspectivas para 2021
23 de Fevereiro de 2021
Live

Presidente da Aurora fala sobre expansão da produção avícola, exportações e perspectivas para 2021

Neivor Canton irá explicar o projeto de crescimento da avicultura da cooperativa em 20%, destacando ainda a expectativa de ampliar os embarques de frango e carne suína para a China em live às 10 horas no canal TV Gessulli

Vigor que surpreende
23 de Fevereiro de 2021
Suplementação

Vigor que surpreende

Suplementação eletrolítica com aporte energético de rápida absorção garante mais vigor aos leitões durante a fase de desmame

AveSui2021_dentro
FCO aprova R$ 110 milhões para Cooperalfa investir em MS
24 de Fevereiro de 2021
Investimentos

FCO aprova R$ 110 milhões para Cooperalfa investir em MS

Cooperativa Agroindustrial Alfa vai instalar uma unidade de produção de leitões em Sidrolândia (MS)

Duas pandemias e Brexit deixam o setor suíno do Reino Unido em perigo
24 de Fevereiro de 2021
Mercado Externo

Duas pandemias e Brexit deixam o setor suíno do Reino Unido em perigo

Os preços dos suínos, especialmente de fêmeas, estão despencando, enquanto os custos da ração disparam
 

Sanidade Suídea do IMA discute Plano Integrado de Vigilância
22 de Fevereiro de 2021
Sanidade

Sanidade Suídea do IMA discute Plano Integrado de Vigilância

Plano Integrado amplia o escopo das doenças-alvos de vigilância para Peste Suína Clássica (PSC), Peste Suína Africana (PSA) e Síndrome Respiratória Reprodutiva Suína (PRRS

Huawei investe na criação de porcos após perdas em celulares
22 de Fevereiro de 2021
Tecnologia

Huawei investe na criação de porcos após perdas em celulares

Impedida de acessar componentes vitais para a fabricação de novos aparelhos, a gigante de telecomunicações chinesa busca outras fontes de receitas.

Mais assuntos do momento