AveSui
Peste Suína Africana AveSui Inside Cooperativas Agroindústrias Bem - Estar Animal América Latina Comentário Suíno Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Genética Geral Insumos Manejo Meio Ambiente Mercado Externo Mercado Interno Nutrição Piscicultura Pesquisa e Desenvolvimento Processamento de Carne Sanidade Sustentabilidade Saúde Animal Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Gestão

Wesley Filho sobe mais um degrau na JBS e Xandó assume empresa no Brasil

André Nogueira, atual CEO nos EUA, assume como presidente global de operações da América do Norte

Redação com informações de Pipeline Valor
11-Nov-2021 09:55

A JBS acaba de anunciar uma dança das cadeiras na cúpula, em mais um sinal da ascensão de Wesley Batista Filho e da preparação da companhia para fazer a aguardada listagem de ações nos EUA em 2022.

Depois de investir quase R$ 20 bilhões em aquisições desde 2020, um ritmo intenso que vai trazer o faturamento para US$ 65 bilhões, o CEO Gilberto Tomazoni decidiu redistribuir funções para não perder o que considera ser um diferencial da JBS — o foco minucioso no detalhe.

Aos 30 anos, o Wesley Filho vai assumir como presidente global de operações com foco no Hemisfério Sul, passando a ser responsável também pelos ativos da JBS na Austrália — que até então ficavam sob o guarda-chuva da JBS USA —, o que inclui a nascente divisão de aquicultura e a estratégia global para plant based.

Ao mesmo tempo, o longevo CEO da JBS USA, André Nogueira, vai assumir uma função mais estratégica. Ele será par de Wesley Filho, assumindo a posição de presidente global de operações, com foco na América do Norte.

De certa maneira, pode-se dizer que Nogueira ficará à frente do Hemisfério Norte — até porque abaixo dele estão operações americanas e, por tabela, também os ativos europeus controlados pela Pilgrim's Pride (listada na Nasdaq, a PPC opera atualmente com governança independente, mas a JBS já propôs fechar o capital da companhia, um tema que cabe aos minoritários). Wesley Filho e Nogueira vão se reportar a Tomazoni.

“O André era quem tocava o dia-a-dia, batia o bumbo. Agora, ele vai poder focar mais em M&A e crescimento”, disse Tomazoni. Nogueira teve um papel fundamental na reestruturação da Swift, comprada em 2007, naquele que é o maior case de turnaround da indústria frigorífica americana. Egresso do Banco do Brasil, o carioca foi CFO do JBS USA e também conduziu as operação na Austrália.

No Brasil, a promoção de Wesley Filho mexe na Seara, que vinha sendo comandada por ele há dois anos, um período marcado por um agressivo plano de expansão fabril e contínuo ganho de market sobre a rival BRF.

A partir de janeiro, João Campos assume como CEO da Seara. O executivo chegou à empresa no ano passado, como diretor-executivo de alimentos preparados. Nos bastidores, poucos duvidavam que ele estava fadado ao comando da Seara. Antes, Campos chefiava a PepsiCo no Brasil.

A chegada de Wesley Filho na Seara

No lugar de Campos, a JBS trouxe um velho conhecido da família Batista. Alexandre Almeida, que comandou o laticínio Itambé quando pertencia à J&F e teve uma curta passagem pela BRF em 2018, fica com a posição de diretor de alimentos preparados da Seara.

Outro velho conhecido também está voltando à gestão da JBS. Gilberto Xandó, que liderou a Vigor e é um executivo também próximo dos Batista — ele é chairman de PicPay, Ypê e membro do conselho da JBS —, vai ficar responsável pelos negócios da JBS no Brasil, respondendo a Wesley. Os chefes de Friboi e Seara, que perfazem mais ou menos 25% do faturamento da companhia, vão se reportar a Xandó.

Na América do Norte, a JBS também está mudando cadeiras. Nogueira vai passar o bastão de CEO nos EUA para Tim Schellpeper, que estava à frente do negócio americana de carne bovina, o mais importante para a companhia. Com mais de 30 anos na indústria frigorífica, Schellpeper já comandou as operações da Smithfield e veio para a JBS em 2017, depois de muita insistência de Nogueira.

 

Assuntos do Momento

Aurora Alimentos é eleita a campeã do prêmio "Melhores do Agronegócio"
01 de Dezembro de 2021
Reconhecimento

Aurora Alimentos é eleita a campeã do prêmio "Melhores do Agronegócio"

Avaliados pela Serasa Experian, resultados que levaram à escolha da cooperativa catarinense levaram em conta dados financeiros e ações de responsabilidade socioambiental

Grupo de investimentos avalia riscos em empresas de carnes
01 de Dezembro de 2021
Agroindústrias

Grupo de investimentos avalia riscos em empresas de carnes

FAIRR Initiative identificou melhora generalizada em companhias de todo o mundo, mas uso de água e gestão de resíduos ainda estão longe do ideal

Sanepar e Frísia ampliam parceria na conservação de mananciais do programa Fundo Azul
26 de Novembro de 2021
Política Pública

Sanepar e Frísia ampliam parceria na conservação de mananciais do programa Fundo Azul

Programa Fundo Azul da Sanepar, em conjunto com a Frísia, já adequou a destinação de cerca de 42 mil litros de dejetos por dia em propriedades rurais

De olho nos investimentos em galpões para aves e suínos no oeste do PR e Tríplice Fronteira, Lages Patagonia confirma participação na AveSui
29 de Novembro de 2021
AveSui 2022

De olho nos investimentos em galpões para aves e suínos no oeste do PR e Tríplice Fronteira, Lages Patagonia confirma participação na AveSui

A empresa do segmento de estruturas pré-fabricadas para construção civil tem executado obras na Argentina, Paraguai e oeste paranaense

Contrabandistas transportam milhões de dólares de carne não regulamentada para a China todos os anos e o governo parece não conseguir impedi-los
30 de Novembro de 2021
Ilegal

Contrabandistas transportam milhões de dólares de carne não regulamentada para a China todos os anos e o governo parece não conseguir impedi-los

Milhares de quilos de carne são contrabandeados por meio de barcos de alta velocidade

Governo de SC anuncia R$ 27,7 milhões em investimentos para Videira e região
29 de Novembro de 2021
Investimento

Governo de SC anuncia R$ 27,7 milhões em investimentos para Videira e região

Os recursos serão aplicados em agricultura, educação, educação especial, além de transferências diretas às cidades

Mais assuntos do momento
Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade